Jornal da Turma 032

A partir de uma simples organização nas caixas de brinquedos da turma 032 começaram os questionamentos. - Por que não separamos as vacas e bois dos dinossauros?(Nelson). -Pois é...os dinossauros podem comer as vacas! (Gabriel). Que nada! As vacas não viviam na época dos dinossauros!(Otávio). - Vamos fazer um cercado para as vacas, bois, carneiro e porcos!(Rafaela). - Agora vamos colocar os dinossauros na floresta! (Luiza). - Será que os dinossauros comeram os homens?(Gabriel). - Acho que não...veio um meteoro e matou eles!(Nelson). - Então os homens viviam em outro lugar? (Luiza).

Como não se importar com essas indagações? Como o professor pode continuar sua aula como se nada tivesse visto e ouvido? Foi então que criamos um habitat para cada tipo de animais e pesquisamos sobre os dinossauros, criação do homem e sua necessidade de desenhar (arte rupestre), apresentando seu cotidiano e aprendendo a contar com pedras. Essa história do cálculo, quem nos contou foi o professor de história, Dr Silmei Petiz, que vamos apesentar em outra atividade.


Há milhares de anos, o homem deixou imagens pintadas em rochas e cavernas que representavam o seu cotidiano. Essas pinturas possuíam os mais variados estilos e técnicas. Eles utilizavam diversos materiais, como extrato de folhas, sangue de animais e fragmentos de rochas. Geralmente representavam animais, sinais gráficos e mensagens abstratas através de desenhos e símbolos.

Essa manifestação artística é chamada de arte rupestre e pode ser encontrada em abrigos, cavernas, paredes e tetos rochosos, ou até em superfícies rochosas ao ar

livre, em épocas pré-históricas (algumas datadas de 40.000 a.C).

 


Visitando o espaço do projeto Arqueólogos, surgiram novas ideias, hipóteses e indagações: - Será que tem fósseis aqui?(Nelson). - Vamos tentar escavar?(Gabriel) - Como surgiu esses desenhos? - Aqui era uma floresta! Acho que viveram aqui no colégio!(Alira).

Gostaria de convidá-los para continuarem acompanhando as novas descobertas da turma 032.